domingo, 15 de fevereiro de 2009

Rehael

Começou a aparecer nos nossos sonhos, e disse-nos se chamar Rehael. Aparecia em forma de andarilho, de artista, de velho sábio, e quase sempre acordávamos tristes da viagem, sem poder saber se um dia o veríamos real. Enquanto era andarilho, levava-nos para os mais recônditos povoados dos sonhos, e nos dizia maravilhas de se ter a solidão de uma estrada sem fim como companhia. Como artista, era único. O melhor palhaço, o melhor Lisandro. E dos mais insólitos tablados que podiam se sustentar tanto em copas de árvores quanto em águas correntes, arrancava-nos aplausos que beiravam as lágrimas. Em todos os sonhos, de todas as madrugadas, em qualquer forma, tinha o dom da potência. No sonho em que nos apareceu como menino, abraçamo-nos ao seu corpo, e com o mais desamparado dos olhares lhe perguntamos por que nos deixava à sorte dos que têm saudades. Desvencilhou-se enigmático, e no sonho seguinte apareceu-nos na forma que nos disse ser a original, do anjo Rehael, da segunda hierarquia dos anjos. Depois de recitar um salmo inédito, prometeu-nos que nunca mais precisaríamos ter saudades. E nos aprisionou no sonho para sempre.

6 comentários:

bete disse...

Como eu gostaria de saber aprisionar sonhos em palavras, mas eles me escapam...

Volte, Rehael, precisamos dos seus salmos. Mesmo que para isso fiquemos aprisionados nos sonhos.

julio miragaia disse...

Rehael é um anjo do sonar.

julio miragaia disse...

é sempre maravilhoso encontrar aqui imagens tão belas quanto fantásticas. verdadeiras pinturas luli. bjos.

Maria disse...

Mãe, este texto é lindo. Acho que já o admirei tanto, que quis copiá-lo, e foi por isso que escrevi Eduardo.
Bonito demais. Parece um sonho acordado.
Beijinho, docinha.

Sunshine disse...

Faz agora a série Sonhos, ou Dreams, pra gente viajar mais.

bete disse...

Lulih, não sei porque mas eu não consegui acessar a postagem mais recente, porém eu a li no google readers. eu acho que também preciso visitar mais vezes a minha caixinha, tem muita coisa boa minha também por lá...