sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

A volta do enigma

Reli recentemente o clássico Dom Casmurro, para ajudar minha filha em um trabalho da escola, e voltei a pensar – com aquela estranha ansiedade que dá vontade de mastigar o cotovelo – sobre o enigma de Capitu. Vejam só, com tanta novela boa passando na televisão, eu pensando em Capitu. Todo mundo, até quem não lê, já pensou um dia em Capitu. O Saramago por aí, escrevendo coisas incríveis, seus livros virando filmes, a Malu Magalhães revolucionando a música aos 16 anos, namorando um Hermano, e eu aqui, escrevendo a quarta frase terminada com o nome de Capitu.
.
Onde quer que esteja, não tenho dúvidas de que Machado de Assis é uma alma perseguida, porque fez o favor de criar um enigma que persegue indefesos leitores pela vida afora. E continuará sendo, pela eternidade, enquanto Dom Casmurro não alimentar uma boa fogueira. Tá... é só um desabafo. O romance é tão bom que qualquer adjetivo da língua portuguesa pode lhe diminuir a significância. Arrisco dizer que quem não leu Dom Casmurro não viveu... mas vai morrer mais feliz. Ou menos infeliz.
.
Pensar sobre o enigma de Capitu é um sofrimento parecido a uma fome que não se pode matar, a procura de uma palavra que foge quando a gente mais precisa escrevê-la, ao incômodo de um cotovelo mastigado. O que me perturba em Capitu não é a possibilidade de ter traído, mas a de ter traído e não ter contado. Mas se não fosse isso não haveria enigma, e Dom Casmurro não seria. Enfim. Com Dom ou sem Dom, infidelidade é perdoável. Deslealdade, sabe Deus, Capitu.
.
Portanto, visitante, leitor esporádico ou assíduo... ajude-me a me livrar dessa embaraçosa perseguição do Machado e me responda: Como se chama aquela tartaruga de óculos das historinhas do Maurício de Sousa? Era o Mestre dos Magos o bandido da Caverna do Dragão? Usucapião é uma palavra masculina ou feminina?

10 comentários:

Márcia Corrêa disse...

Hoje não me sinto capaz de te ajudar com enigmas. Sobretudo os de Capitu, tão nossos. Mas, tua releitura me levou à leitura de escola da minha Janaina, por esses dias: Robson Crusoé. Nem tentei interpretar, pois que ela anda numa fase de verdades que só vendo. "Mãe, esse cara é um chato. Naufraga em todo lugar e fica procurando o que fazer no mar. Tenho enjôo de mar... arg". Putz! Que geração mais maluca. E se ela resolve desconstruir todos os meus castelos literários?

Lulih Rojanski disse...

Márcia, pior é quando a garota diz: "eu não preciso ler o livro, depois eu assisto à série Capitu no dvd". Estamos cercadas, vamos fugir para os livros, em busca de Dom Casmurro, de R. Crusoé, e até da Capitu!

bete disse...

Lulih, eu fiz pior, contei a história para o meu filho porque ele estava com preguiça de ler. E o pior é que ele tirou nota oito.

Usucapião eu acho que é masculino. Mas não tenho certeza.

Tem um livro, E o vento levou, que também deixa um gancho chato no ar, será que a Scarlett e o Ret Butler reatam? Lançaram a continuação do livro, que eu não li, mas não deve ter sido boa não.

julio miragaia disse...

Me sinto longe de encontrar a verdade sobre capitu...

Ernâni Motta disse...

Luli, para mim, o Bentinho é que era um chato. A Capitu, sobretudo nesses tempos modernos, pode ser encontrada em qualquer esquina, sem culpa, sem medo de ser feliz. Já os Bentinhos da vida, esses por suas indecisões, passam lotados no corre-corre da vida.
Agora, usucapião é substantivo masculino, viu? Quanto às outras questões, como faz muitos anos que fiz o vestibular, já esqueci as respostas... rsrs.
Um ótimo carnaval pra você!
Beijos.

Samir Raoni disse...

Posso ajudar apenas na informação mais infema do seu texto já que nunca li Capitu pa não gosto do nome... O Mestre dos magos é o feiticeiro da Caverna do Dragão e o Vingador era o anjo transformado naquela imagem pelo mestre.

Dura realidade. quase isso distroi minha infãncia.

Inte

Mayara La-Rocque. disse...

Lulih, até seu senso de humor é literário! rsrs Quanto a Machado de Assis, acho que ele foi o próprio enigma para tentar ser desvendado em toda sua obra. E se texto é a prova mais que concreta de que é o que tentamos fazer, até hoje. rsrs
Beijos!

julio miragaia disse...

me sinto longe de encontrar a verdade sobre capitu...
... como bom bentinho que sou

Renato de Oliveira disse...

Oi, Lulih!

Eu não li "Dom Casmurro"! Quer dizer que não estou vivendo? Mas vou morrer feliz? Que acha?

Quanto ao Usucapião, diz-se a Lei de Usucapião (o que me dá a entender ser feminino)! Esta Lei de Usucapião é o direito que um cidadão adquire, relativo à posse de um bem móvel ou imovel, em decorrência do uso!

Beijinho,

Renato

Araciara Macedo disse...

Caraca, isso sim é que são enigmas, vamos morrer sem saber se ela traiu ou não, bom, de qualquer forma, quando eu for para o outro lado vou procurar pelo Machado, de Assis, e perguntar pra ele. Tomara que ainda não tenha reencarnado quando eu chegar por lá.