sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

.
Preparei este lugar para o nascimento das palavras. Elas estão em pleno parto. Um profeta deste princípio de era me disse que elas virão salamandras, teias, estrelas, veneno, abismo, voragem, flor, desordem, infinito... Mas que, sendo irmãs de alma e sangue, todas terão os traços do coração.

5 comentários:

Madame Poison disse...

O que vale é pari-las!

abraços!

neo-orkuteiro disse...

Perfeito, Lulih.
Pra uma sexta feira 15 de janeiro, tratar de palavras como neste post é pra lá de adequado.
Em tempo.
Todas elas tendo o traço do coração, que sejam então o que se destinam a ser, ou o que delas nós fizermos.
O traço do coração, ele só, já vale e longe todos os trabalhos do parto.

Lulih Rojanski disse...

Que além das palavras, possamos parir coisas novas!
Poison e Neo, bienvenue!

Kiara Guedes disse...

ENTÃO ESTAMOS DE CASINHA NOVA, É?!... QUE VENHAM AS PALAVRAS, AS DANÇANTES E DESORDENADAS, VENHAM TODAS! bjs, meu.

Alexandre Alves Neto disse...

Lulih, As que nascerem neste janeiro terão gosto de chuva. Bem-vinda de volta, um abraço em ropodio.