segunda-feira, 13 de abril de 2009

.
Meus livros fazem fila para ir comigo ver os crepúsculos de abril. A cada dia levo um diferente, que mal pode disfarçar seu contentamento no calorzinho sob o meu braço.
.
No primeiro dia levei um exemplar de bolso de poemas de Manuel Bandeira, escolhi uma beirinha de rio, sentei no chão e o coloquei ao meu lado... Pensava em abri-lo tão logo acostumasse meus olhos à paisagem, tão logo falasse umas palavrinhas com o rio e com os mergulhões que iam passando para o lado das ilhas - que eu não sou do tipo que ignora os bichos e os minerais - mas veio um vento cheirando à floresta, confundiu meu cabelo com folhagem e abriu o livro na página que bem quis. É este o poema que o vento quer, pensei, e fiquei por ali, lendo baixinho, no ritmo dissoluto das ondas.
.
Ao longo dos crepúsculos fui levando Pablo Neruda, Cecília Meirelles, Alcy Araújo, Maiacóvski... de modo que cada crepúsculo teve o gosto da sierra, dos canteiros, do cais, da revolução.
.
Hoje passeei com Rubem Braga, a quem sou fiel com a felicidade da moça que junto dele fica bestando na areia onde o sol dourado atravessa a água rasa. Na mesma beirinha de rio li Conversa de Abril, para que ouvissem as nuvens e uns tantos pares de asas: Eu pensarei em coisas longe; me perdoareis, porque na verdade vos levo comigo nessa dança triste...
.
Sim, nessa dança louca nem As Coisas me escapará. Para o próximo crepúsculo, Arnaldo Antunes já está a minha espera.

13 comentários:

renato_oliveira disse...

Olá Lulih!

Dá para entender que você é muito abrangente na leitura dos consagrados!

Já leu alguma coisa de Hemingway? Se não leu experimente algum livro dele e delicie-se!

Tenha uma óptima semana, minha cara Lulih,

Beijinho,

Renato

aline disse...

- Eu aprecio você Lulih.

Monday disse...

parece que você tem um certo costume de ler bem acompanhada, não? rio de sorte esse ...

Lulih Rojanski disse...

Renato,
Obrigada pela recomendação. Livros são o meu grande encanto.
Um beijo.

Aline,
Fiquei feliz...

Monday,
Será?

Caio Bulhões disse...

Luli,

Sugestão de amigo - inclua Milton Hatoum (Relato de um certo Oriente, Dois Irmãos, etc etc) na lista daqueles que são transcrepusculares, em adição aos que você já citou...

E se o Paraíso tiver uma boa conexão à Internet, não deixe de visitar o blog do Z. (http://novasimpressoes.wordpress.com), cheio de novidades, imperdível... (rrsrsrs)

Grande abraço

Caio

bete disse...

Quem caminha como a Lulih caminha, nunca está só.

...ela está sempre acompanhada de beleza e magia.

E abril está sendo convidativo na vida de nossa amiguinha...

Lulih Rojanski disse...

Caio,
Tenho acompanhado sua produção e adorado os novos contos. Quanto ao Paraíso... Paraíso???

Bete,
Ainda que eu não tivesse nascido em abril...

Araciara Macedo disse...

Sei que a minha Hllda esta contigo, deixa ela continuar descandando na tua estante, um dia vais olhar e ela vai dizer que esta com saudades ai, tu me devolve.
beijos Lulih

Kiara Guedes disse...

Me leva com vcs?... Foquei aqui morrendo de vontade de pedir. rs

Ei, vc conhece o "égua não!"? Égua não, vai logo lá rsrs www.eguanao.blogspot.com

Charlotte disse...

esses dias passei por aqui e não comentei...
voltei só para reler esse texto lindo e parabenizar pelo talento!

pude viver cada minutinho da narrativa...

volte sempre ao Preto e Branco do Vento e da Chuva...

até mais.

Ernâni Motta disse...

Lulih, alguém lhe sugeriu Hemingway, aí, "O Velho e o Mar" veio por completo de volta, como um filme. Sei que ele tem outras obras magníficas, mas, "O Velho e o Mar", para mim, é imbatível, por uma simples razão, ele fala de uma Cuba que jamais voltará a existir. Está bem, sei que você conhece o livro, mas, não deu para resistir...rsrs.
Outra coisa, sem querer ser petulante, será que dá para você levar, um dia desses, uma das minhas crônicas? Sim, eu sei, elas estão anos luz da qualidade do que você costuma ler, mas, uma pequena chance para este seu amigo, de repente, não fará tão mal... rsrs.
Querida, tenha um ótimo fim de semana.
Beijos.

Lulih Rojanski disse...

Araciara,
Certo... A Hilda está contente comigo.


Kiara,
Adorei o Égua Não!

Felícia,
Vá, mas volte...

Charlotte,
Obrigada por vir...

Ernâni,
Os crepúsculos não se acabarão em abril. Muitos virão depois. E com eles, tempo para levar a todos para uma beira de rio. Certamente você irá comigo...

Maria disse...

Para ler, eu sugiro: Kafka (A Metamorfose), Machado de Assis (Quincas Borba) e Katherine Mansfield (o livro que você tem aí). Para abril.
Para conhecer ou reler, são ótimas leituras para qualquer pessoa.
Beijos