sábado, 23 de fevereiro de 2008

Um beijo longo

De hoje até o dia 08 de março, Ave, Palavra! estará publicando textos de mulheres ou sobre mulheres. Para os homens provarem do biscoito fino que a gente fabrica. Esperamos que eles gostem, já que no final das contas é quase sempre pra eles o biscoito... A cada postagem trocaremos a foto do cabeçalho, de acordo com o que o texto nos inspirar. Este primeiro, Um Beijo Longo, é da Carla Nobre, um poema do livro Sobre o Adeus e o Encelado de Saturno, que nos emociona a cada releitura.

Eu tenho de ir
Moro no vento
No arco
Íris do teu olhar

Te deixo
Esse gosto do Atlântico
Que é conquista e travessia
E vai te fazer pulsar sem mim

Te deixo a minha boca
Ardida, desvairada e perdida
Que paira no teu peito, ar e mar...

Eu tenho de ir
A maré baixou
O encanto do gandavo
Tem hora certa para a dor
Para o "para sempre"
Perdido no fim de nós dois...

Me deixa ir
Que eu levo os sapatos e a escada
E deixo todas as estrelas de princesa coroada
Neste teu cetro incerto e desejado
Dentro de mim

Te deixo as melhores cartas do baralho
E você joga seu destino
Sem mim

Um dia a gente ainda se olha
E é tempestade por aí
Na nossa quentura
Do que não acaba jamais...

Me deixa ir
Que sou meio sereia
Vou ficando pelo mar
Você é meio capitão
Sempre dá para reencontrar
Antes de naufragar

Toma tudo de mim
O que me contém
Minha geografia em tuas mãos
Meu além

E eu vou indo nesse relâmpago de solidão, meu bem...

Foi tudo rápido cometa
Entre nós dois
Mas deu tempo de te fazer um relicário
Guardando o beijo longo do adeus...

E eu vou indo...

2 comentários:

Sentido Común: disse...

fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas seu janelas...

Anônimo disse...

Maria vc é realmente talentosa, tá no sangue mesmo, amei seu texto. Agora não se esqueça de ampliar o seu talento a cada amanhecer, tenha paciência e humildade que seu reconhecimento literario está bem proximo!

Bjs Shyley Oliveira